Natureba

Direto do pé

Direto do pé

Na peregrinação por um lugar para comer, ao sair do trabalho muito depois da meia-noite, em um dia da semana no Recife, fica redundante dizer que não existiam opções. Ou era Select – e eu já havia passado por todas quando finalmente descobri que estava com fome – ou nada. Chegando em Olinda, pensei em parar na finada Gibi (mudou para Beirute agora). Estava fechada. Fui com o estômago roncando até em casa quando, ao estacionar o carro, para minha grata surpresa, vi que havia uma manga rosa caída no chão. Sim, existe um pé de manga no jardim da minha casa. Um pé de manga que eu vi nascer, crescer e já brinquei muito em seus galhos. Pois bem, a mangueira havia me dado a solução para o meu problema naquela madrugada. E eu ainda fiquei com aquela sensação de que fui presenteado com o primeiro exemplar da safra que está por vir. Talvez não o mais doce, mas o primeiro. Obrigado mangueira, não vou deixar cortarem você!

0 Responses to “Natureba”



  1. Deixe um comentário

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




Calendário

setembro 2008
S T Q Q S S D
    out »
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930  

Twitando

Cardápio

Já comentaram

Ju em Para salvar a noite
JOSÉ CARLOS em A massinha
Bia em Receita do cheese cake de fram…
Nilza em A pedidos, doces…
gustavo em Hola amigos!

mais acessados

  • Nenhum

Páginas


%d blogueiros gostam disto: